Mudanças climáticas: Como cuidar da saúde durante as ondas de calor

No último ano, o Brasil enfrentou repentinas ondas de calor em diferentes partes do país.

As consequências dessa situação no corpo podem ser sérias, já que o calor provoca uma perda considerável de líquidos e sais minerais através da pele, aumentando o risco de desequilíbrios no sangue e desidratação.

Ademais, as elevadas temperaturas causam uma dilatação dos vasos sanguíneos, forçando o coração a trabalhar mais para distribuir o sangue por todo o corpo.

E, com toda essa variação climática, espirros, dores de garganta e narizes congestionados tornam-se quase rotineiros, não é mesmo?

Com as mudanças de temperatura, o sistema imunológico passa por algumas alterações, tornando mais fácil a entrada de micro-organismos e contribuindo para o aumento de doenças típicas do clima ou até mesmo ressecando as vias respiratórias.

Por isso, os cuidados com a saúde se tornam fundamentais. Continue lendo para saber mais sobre quais precauções tomar.

O que é uma onda de calor?

A onda de calor é um evento climático que se caracteriza pelo aumento anormal das temperaturas em um período específico.

Esse aumento acontece de maneira abrupta, sendo desencadeado principalmente pela presença de uma massa de ar quente, elevando as temperaturas máximas e reduzindo os índices de umidade.

Uma onda de calor é especificamente ocasionada pela influência de uma massa de ar quente, que, ao modificar as condições atmosféricas locais, resulta primariamente no aumento das temperaturas.

Esse fenômeno é acentuado, sobretudo em áreas urbanas, devido à poluição do ar, à queima de combustíveis, ao crescimento das cidades e à falta de áreas verdes.

Como as mudanças de temperatura afetam o corpo?

As variações de temperatura impactam significativamente nosso organismo, já que este costuma se adaptar ao ambiente em que estamos inseridos.

Isso significa que ele busca manter um equilíbrio compatível com o clima predominante. Quando ocorrem mudanças bruscas, esse equilíbrio é comprometido.

O problema central é que nossa imunidade tende a enfraquecer diante dessas alterações, o que amplia as chances de contrair infecções e doenças, especialmente aquelas relacionadas ao sistema respiratório.

Como manter a imunidade durante mudanças climáticas? 

As variações constantes nas temperaturas estão impactando os brasileiros de forma palpável.

O corpo humano mantém uma faixa de temperatura considerada normal para garantir seu funcionamento adequado.

Quando nos deparamos com mudanças abruptas de temperatura, nosso organismo trabalha em diversos aspectos para regular a temperatura interna.

Essa rápida mudança sobrecarrega o corpo, afetando a saúde e até diminuindo nossa imunidade.

Em climas mais frios, as doenças virais respiratórias, como adenovírus, rinovírus e outros, costumam ser mais frequentes. Já em temperaturas mais altas e úmidas, doenças transmitidas por mosquitos, como dengue e chikungunya, ganham destaque.

Além disso, mudanças súbitas do frio para o calor podem levar à desidratação. O sangue pode se tornar mais espesso e os vasos sanguíneos tendem a dilatar, causando queda na pressão arterial e desconforto.

Quando a temperatura cai drasticamente, o processo é inverso: a pressão arterial tende a aumentar para reter o calor do corpo.

Para manter a imunidade em alta diante dessas mudanças, algumas dicas são essenciais:

  • Limpe regularmente aparelhos como ar-condicionado e ventiladores;
  • Troque a roupa de cama semanalmente;
  • Pratique exercícios físicos de forma moderada;
  • Cuide da saúde mental;
  • Aposte em uma dieta rica em fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes para fortalecer a imunidade;
  • Evite exposição excessiva ao sol durante os horários de maior intensidade dos raios UV, utilizando sempre protetor solar;
  • Realize limpezas nasais diárias para manter as vias respiratórias livres de impurezas e prevenir problemas como sinusite em caso de congestionamento.

Cuidados importantes durante ondas de calor

Cuidados importantes durante ondas de calor

Existem diversas precauções que podem ser adotadas para proteger o corpo e minimizar os impactos de uma onda de calor. Aqui estão algumas recomendações essenciais:

Hidratação durante as ondas de calor

Manter-se hidratado é crucial, especialmente em períodos de altas temperaturas. 

Em ambientes extremamente quentes, perdemos mais líquido, podendo chegar a 500 ml apenas com o suor em repouso. Essa perda significativa pode levar à desidratação e prejudicar o funcionamento dos órgãos.

Evitar exposição solar nos horários mais quentes

Se possível, evite o sol intenso durante os picos de calor. Busque sombras e ambientes bem ventilados. Caso não seja possível evitar, minimize o tempo de exposição e utilize protetor solar.

Vestimenta adequada para o calor

Prefira roupas leves e claras, que permitam a ventilação e a eliminação do suor. 

Tecidos naturais, como algodão, são ideais. Chapéus e acessórios também protegem contra os raios UV.

Manter ambientes arejados

A circulação do ar é essencial. Mantenha janelas abertas sempre que possível. 

O contato com plantas e árvores também auxilia, agindo como um ar-condicionado natural.

Alimentação leve e adequada

Durante uma onda de calor, consumir frutas com alto teor de água e verduras é recomendado para manter-se confortável. 

Evite refeições pesadas, que aumentam a temperatura corporal e podem causar mal-estar.

Exercícios físicos com cuidado

Não é necessário interromper os exercícios, mas tome precauções. Escolha locais arejados, pratique durante os horários mais frescos e mantenha-se hidratado.

Cuidados específicos com idosos

Os idosos são mais suscetíveis ao calor. É essencial mantê-los em ambientes frescos e assegurar uma hidratação constante, já que podem não apresentar sinais de desidratação de forma clara.

Adotar essas medidas pode ajudar a minimizar os impactos das altas temperaturas no organismo, protegendo a saúde e o bem-estar, principalmente em momentos de ondas de calor intensas.

Vitaminas que auxiliam a saúde durante as ondas de calor

Durante as ondas de calor, é fundamental cuidar da saúde e garantir a reposição adequada de nutrientes. 

Além de manter uma alimentação equilibrada, alguns suplementos vitamínicos podem ser aliados importantes nesse processo.

A vitamina C é um dos principais nutrientes a serem considerados. Além de fortalecer o sistema imunológico, ela atua como antioxidante, ajudando o corpo a combater os danos causados pelo estresse térmico.

Outra vitamina crucial é a D, especialmente para aqueles que têm menor exposição solar durante os períodos mais quentes. A deficiência de vitamina D pode afetar a imunidade e o equilíbrio mineral do organismo.

O complexo de vitaminas do grupo B também desempenha um papel significativo na manutenção da saúde durante as ondas de calor. Em especial, a vitamina B12 é essencial para o metabolismo e a produção de energia, ajudando a reduzir a fadiga e aumentar a resistência física.

Além das vitaminas, minerais como o magnésio e o zinco são importantes para manter o equilíbrio eletrolítico e a hidratação adequada do corpo. 

O magnésio auxilia na regulação da temperatura corporal e na redução do estresse térmico, enquanto o zinco fortalece o sistema imunológico.

Com essas dicas de cuidados, fica mais fácil manter a saúde em dia em dias mais quentes. 

Conte com as vitaminas da FDC para te auxiliar durante esses períodos!

Deixe um comentário