Conheça os benefícios do zinco para a saúde - FDC Vitaminas - Vitaminas com duplo certificado de qualidade.

Você já se perguntou qual o benefício do mineral zinco para a sua saúde? Ele é um nutriente essencial que participa de diversos processos importantes no nosso organismo, desde a defesa contra infecções até a cicatrização de feridas.

Ele ajuda na produção de células de defesa que combatem vírus e bactérias, protegendo o corpo de doenças. Além disso, o zinco é importante para a cicatrização de feridas, pois contribui para a produção de colágeno, uma proteína que dá firmeza à pele.

Continue acompanhando este artigo para descobrir mais sobre os benefícios do zinco para a saúde!

O que é o zinco e para que serve?

O zinco é um mineral essencial e tem participação em numerosos processos fisiológicos dentro do nosso corpo. 

De sua participação no sistema imunológico à regulação do crescimento celular, o zinco é uma peça fundamental para a nossa saúde e bem-estar.

Para compreendermos a importância deste mineral, é essencial primeiro entender o que é o zinco e como ele opera em nosso organismo.

O zinco é um micronutriente presente em pequenas quantidades em diversos alimentos, como carne, peixe, laticínios, legumes e nozes. 

Após a ingestão, ele é absorvido principalmente no intestino delgado e, em seguida, distribuído para células em todo o corpo. Dentro dessas células, o zinco atua como cofator para mais de 300 enzimas, catalisando uma variedade de reações bioquímicas essenciais para o funcionamento adequado do metabolismo.

Mas sua importância não para por aí. O zinco também é crucial para a função imunológica, onde contribui para a maturação e atividade de células do sistema imunológico, auxiliando na defesa do corpo contra infecções e doenças.

Além disso, o zinco é conhecido por sua contribuição para a saúde da pele, cabelos e unhas, promovendo a cicatrização de feridas e conferindo resistência a infecções.

Ao explorarmos mais a fundo os benefícios do zinco para a saúde, entenderemos melhor como sua presença é vital para nosso bem-estar geral. 

O que causa a falta de zinco?

Embora o zinco seja um mineral encontrado em uma variedade de alimentos comuns, a deficiência desse nutriente ainda é uma preocupação em muitas partes do mundo. 

Vários fatores podem contribuir para a falta de zinco no organismo, incluindo:

  • Dieta pobre em zinco: Uma das causas mais comuns de deficiência de zinco é uma dieta carente desse mineral. Isso pode acontecer em pessoas que consomem principalmente alimentos processados e pobres em nutrientes, ou em regiões onde os alimentos ricos em zinco não são facilmente acessíveis.
  • Má absorção: Certas condições de saúde, como doença celíaca, doença inflamatória intestinal e outras doenças que afetam a absorção de nutrientes no intestino delgado, podem levar à má absorção de zinco, mesmo que a pessoa consuma quantidades adequadas deste mineral em sua dieta.
  • Aumento das necessidades: Situações que aumentam a demanda de zinco no corpo também podem levar à deficiência, como gravidez, lactação, estresse crônico, infecções e ferimentos graves, nos quais o corpo precisa de mais zinco para apoiar o sistema imunológico e a cicatrização.
  • Perda excessiva: Algumas condições médicas e hábitos de vida podem levar à perda excessiva de zinco no corpo. Isso inclui condições como diarreia crônica, diabetes não controlada, doenças renais e uso excessivo de álcool.
  • Interferência com a absorção: Certos medicamentos e substâncias podem interferir na absorção de zinco pelo organismo. Isso inclui medicamentos como diuréticos, antiácidos e alguns medicamentos utilizados para tratar condições como artrite reumatoide.
  • Fatores genéticos: Em casos raros, defeitos genéticos que afetam a absorção ou o transporte de zinco no corpo podem levar à deficiência deste mineral, mesmo em pessoas com uma dieta aparentemente adequada.

A deficiência de zinco pode resultar de uma combinação de fatores dietéticos, de saúde e ambientais. Identificar e corrigir esses fatores é essencial para prevenir e tratar a deficiência de zinco e promover uma saúde ótima.


Como identificar a falta de zinco no organismo?

Como vimos no tópico anterior, muitas podem ser as causas da deficiência de zinco, mas é importante saber como identificar os sinais que nosso corpo nos dá quando estamos com baixos níveis desse mineral essencial. 

Reconhecer os sintomas de deficiência de zinco é crucial para buscar tratamento adequado e garantir o funcionamento ótimo do nosso organismo.

Alguns dos sinais e sintomas mais comuns incluem:

  • Problemas de pele: A deficiência de zinco pode causar problemas dermatológicos, como acne persistente, eczema, pele seca e descamação, além de retardar a cicatrização de feridas.
  • Comprometimento do sistema imunológico: Baixos níveis de zinco estão associados a um enfraquecimento do sistema imunológico, tornando o corpo mais suscetível a infecções frequentes e prolongadas.
  • Perda de cabelo: A deficiência de zinco pode resultar em queda de cabelo excessiva e enfraquecimento dos fios, levando a uma condição conhecida como alopecia.
  • Problemas de crescimento e desenvolvimento: Em crianças, a deficiência de zinco pode interferir no crescimento normal, resultando em retardo no desenvolvimento físico e cognitivo.
  • Alterações no paladar e olfato: Baixos níveis de zinco podem afetar os sentidos do paladar e do olfato, resultando em perda de apetite, aversão a certos alimentos e redução da capacidade de detectar sabores e aromas.
  • Fadiga e fraqueza: A deficiência de zinco pode causar fadiga crônica, fraqueza muscular e redução da resistência física, prejudicando a qualidade de vida e o desempenho diário.

Zinco Quelado

5 benefícios do zinco

O zinco desempenha diversas funções essenciais no corpo humano. Aqui estão alguns dos seus principais benefícios:

Fortalecimento do sistema imunológico

O zinco é crucial para a função adequada do sistema imunológico, ajudando o corpo a combater infecções e doenças.

Saúde da pele

O zinco desempenha um papel importante na saúde da pele, ajudando na cicatrização de feridas, controlando a produção de óleo e reduzindo a inflamação.

Função cognitiva

Existem evidências que sugerem que o zinco pode desempenhar um papel na função cognitiva e na saúde do cérebro, ajudando a melhorar a memória e o aprendizado.

Antioxidante

O zinco atua como antioxidante, ajudando a proteger as células dos danos causados pelos radicais livres e contribuindo para a saúde geral do corpo.

Metabolismo de nutrientes

O zinco é necessário para o metabolismo adequado de carboidratos, proteínas, gorduras e outras substâncias no corpo.


Assegurar uma ingestão adequada de zinco pode contribuir significativamente para a saúde e o bem-estar geral, fornecendo suporte para várias funções vitais do corpo humano.

Quais alimentos são ricos em zinco?

Alimentos ricos em zinco

Como pudemos observar, a deficiência de zinco pode levar a uma série de problemas de saúde, incluindo comprometimento do sistema imunológico, atraso no crescimento, problemas de pele, entre outros. 

E uma das principais estratégias para prevenir e tratar a deficiência de zinco é através de uma alimentação adequada. Por isso confira quais alimentos são ricos em zinco: 

  • Carne vermelha: Carnes como carne bovina, cordeiro e carne de porco são excelentes fontes de zinco. A carne vermelha magra é especialmente rica neste mineral.
  • Frutos do mar: Frutos do mar, como ostras, caranguejo, camarão e mexilhões, são conhecidos por serem ótimas fontes de zinco. As ostras, em particular, contêm uma quantidade excepcionalmente alta de zinco.
  • Aves de capoeira: Aves como frango e peru também são boas fontes de zinco. Opte por cortes mais magros para obter uma dose saudável deste mineral.
  • Sementes de abóbora: As sementes de abóbora são uma excelente fonte vegetariana de zinco, além de serem ricas em outros nutrientes essenciais, como magnésio e ácidos graxos saudáveis.
  • Nozes: Nozes, como castanhas de caju, amêndoas e nozes, contêm quantidades razoáveis ​​de zinco, tornando-as ótimas opções para vegetarianos e veganos.
  • Grãos integrais: Alguns grãos integrais, como trigo sarraceno, aveia e quinoa, contêm quantidades significativas de zinco. No entanto, é importante notar que esses grãos também contêm fitatos, que podem reduzir a absorção de zinco.
  • Legumes: Legumes como feijão, lentilhas e grão de bico também são fontes modestas de zinco. Incorporar esses alimentos em sua dieta regularmente pode contribuir para a ingestão total de zinco.
  • Leite e derivados: Leite, queijo e iogurte também contém zinco, embora em quantidades menores em comparação com outras fontes. Ainda assim, eles podem ser parte de uma dieta equilibrada para aumentar a ingestão de zinco.

Incluir uma variedade desses alimentos em sua dieta pode ajudar a garantir uma ingestão adequada de zinco e apoiar a saúde geral do seu corpo.

Qual o melhor tipo de zinco?

Quando se trata de suplementação de zinco, há várias formas disponíveis, cada uma com suas próprias características e usos específicos. Aqui estão alguns dos tipos de suplementos de zinco mais comuns:

Zinco picolinato

Este é um dos tipos mais comuns de suplementos de zinco. O zinco é ligado ao ácido picolítico, o que pode facilitar a absorção pelo organismo. Este tipo é frequentemente recomendado para pessoas com deficiência de zinco, pois é bem absorvido.

Zinco gluconato 

O zinco gluconato é outra forma popular de suplemento de zinco. É uma forma suave de zinco que geralmente é bem tolerada pelo estômago. É frequentemente utilizado para ajudar a suportar o sistema imunológico e promover a saúde geral.

Zinco orotato

Este tipo de zinco é ligado ao ácido orótico. Alguns estudos sugerem que o zinco orotato pode ser mais eficaz na penetração das membranas celulares, o que pode aumentar a sua absorção. É muitas vezes utilizado para promover a saúde cardiovascular e a função cognitiva.

Zinco sulfato

O zinco sulfato é uma forma inorgânica de zinco que é frequentemente utilizada em suplementos multivitamínicos e minerais. Tem uma alta biodisponibilidade, o que significa que é facilmente absorvido pelo organismo. É frequentemente utilizado para tratar a deficiência de zinco.

Zinco quelado

Neste tipo, o zinco é ligado a uma molécula orgânica, como aminoácidos. Isso pode ajudar na absorção do zinco pelo organismo. O zinco quelado é frequentemente utilizado em suplementos de alta qualidade devido à sua biodisponibilidade.

É importante notar que a escolha do melhor tipo de zinco pode depender das necessidades individuais de cada pessoa e das condições de saúde específicas.

Deixe um comentário