VITAMINA C + VITAMINA D + ZINCO TRIPLA AÇÃO

Por que consumir?

As vitaminas C, D e zinco são micronutrientes necessários no desenvolvimento
e na preservação do sistema imunológico, ao qual possui a função de proteger
o organismo de agressões externas. Dessa forma, favorece a defesa do
organismo, além de uma melhoria na saúde e na qualidade de vida.

A vitamina C (ácido ascórbico) possui diversos benefícios funcionais, como a
ação antioxidante. Estes são capazes de interceptar os radicais livres, impedindo
o ataque sobre as moléculas biológicas, evitando a formação de lesões e perda
da integridade celular. É fundamental para a produção de colágeno, promovendo
a cicatrização de feridas e na função de barreira contra a entrada de agentes
infecciosos (vírus, bactérias e fungos) no organismo, além de aumentar a
absorção de ferro dos alimentos.

Contudo, o zinco completa a ação da vitamina C no sistema imunológico, pois
também participa da produção de anticorpos e da formação e funcionamento das
células responsáveis pela defesa no nosso organismo, combatendo também os
radicais livres e atuando na cicatrização de feridas, já que ele é necessário para
a formação de colágeno.

Por sua vez, a vitamina D é um hormônio extremamente importante, tanto para
o metabolismo ósseo, como para outras funções. Conhecida como a vitamina do
sol, a vitamina D possui diversos benefícios, como: regular a presença de cálcio
e ferro no sangue, controlar a pressão arterial e as funções cardíacas, favorecer
a força muscular, prevenir a calvície, combater doenças autoimunes, regular a
secreção de insulina.
Por isso, a combinação em sua fórmula das vitaminas C, vitamina D e zinco é
uma excelente suplementação pois, desempenham uma importante função em

inúmeros processos metabólicos atuando de modo complementar para o
adequado funcionamento do sistema imunológico.

Referências:

GALVÃO; et al. Considerações atuais sobre a vitamina D. Brasília Med. Brasília,
v. 50, no 4, pg. 324-332, 2010.
HERMIDA; SILVA; ZIEGLER. Os micronutrientes zinco e vitamina c no
envelhecimento. Ensaios e Ciência: Ciências Biológicas, Agrárias e da Saúde.
Campo Grande, v. 14, no 2, 2010.
MAFRA; COZZOLINO. Importância do zinco na nutrição humana. Revista de
Nutrição. Campinas, v. 17, n ̊1, jan./mar., 2004.

Por: Katiana Fiorelli
Farmacêutica Clínica CRF/SC 10.380
Instagram: @katifiorelli