Por que tomar vitamina D?

 Por que tomar vitamina D?



A importância da Vitamina D tem sido cada vez mais estudada e discutida. Sua deficiência grave leva à má formação óssea e doenças como o raquitismo. Mas nos últimos anos, cada vez mais compreendemos sua importância na regulação do sistema imune e endócrino.


Em níveis adequados, ela auxilia na regulação dos hormônios tireoidianos e sexuais e ajuda na coordenação do sistema imune, acelerando a resposta a doenças oportunistas sem deixar a imunidade polarizar para o excesso de inflamação relacionado com doenças crônicas como diabetes, hipertensão e acúmulo de placas nos vasos sanguíneos.

A vitamina D também é responsável por auxiliar no gerenciamento do cálcio, melhorando sua absorção no intestino e favorecendo sua maior deposição nos ossos, sendo parte da prevenção e tratamento da osteoporose, porém, evitando calcificações indevidas como cálculos renais e biliares, assim como a calcificação das placas de colesterol nos vasos. Todo esse processo também tem a participação do potássio, magnésio, fósforo, vitamina K e das vitaminas do complexo B.


Diferentemente das outras, a vitamina D não é facilmente retirada da dieta, mas sim, produzida pelo organismo a partir do colesterol, sendo estimulada pela penetração dos raios solares UVB na pele em doses adequadas.


Apesar da sua dosagem sanguínea de segurança comum para evitar o raquitismo ser de 20ng/ml, estudos mais recentes apontam que só passamos a ter benefícios hormonais e imunes à partir de 30ng/ml e que os níveis ideais são perto de 42-45ng/ml. Para chegar nesses níveis, uma pessoa de pele clara necessita de cerca de 8min diários com boa exposição do corpo num sol do meio do dia. Perto das 9h ou 16h isso passa para cerca de 30min. E quanto mais escura for a pele, mais tempo é necessário, pois os melanócitos, bloqueiam parcialmente, os raios UVB. Além disso, a produção da vitamina D também depende de um bom consumo de magnésio e vitaminas do complexo B, o que não costuma ocorrer com uma dieta pobre em frutas, vegetais, carnes não-processadas e cereais integrais.


Por esse motivo, a suplementação da Vitamina D tem ganhado tanta importância, pois no mundo atual, nem sempre conseguimos todos esses fatores ao mesmo tempo, principalmente em locais menos ensolarados. Vale lembrar que a exposição prolongada ao sol pode causar danos na pele, sendo a exposição curta com maior frequencia semanal, mais segura e adequada.


Felipe Nassau 

Nutricionista – CRN1 9127

Instagram @felipenassau