Como a nutrição eficiente potencializa o desempenho no Jiu-Jitsu?

Os esportes de combate como as lutas em geral, estão crescendo no cenário esportivo. Uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, em 2018, mostrou que a procura por lutas e artes marciais aumentou 109% desde o ano de 2006. O jiu-jitsu é uma das modalidades que representa essa categoria esportiva.

Considerada uma arte marcial inventada por monges budistas na Índia, o Jiu-jitsu é chamado de “arte suave” que tem como característica uma luta baseada em golpes realizados por articulações do corpo. Os esportes de luta, normalmente, exigem um treinamento físico intenso, com duração alta e preparo significativo para as provas de competição, fatores que elevam a necessidade de uma boa nutrição, já que o aporte nutricional é responsável por manter a saúde e otimizar a performance do lutador.

O aporte de alimentos e a suplementação especializada tornam-se estratégias essenciais na rotina do atleta de jiu-jitsu, tanto para treinamentos diários, como antes e após provas competitivas da modalidade. Adequar a alimentação com nutrientes específicos pode contribuir para melhorar a composição corporal, auxiliar na hipertrofia, retardar a fadiga, potencializar a recuperação muscular, além de prevenir lesões e traumas que possam ocorrer ao longo das competições.

Nutrição completa para o atleta!

Os carboidratos são macronutrientes que dão energia ao organismo, especialmente no esporte. No exercício intermitente, como treinos e competições de lutas, o músculo necessita da reposição de glicogênio para oferecer combustível suficiente. A síntese de glicogênio no período pós-exercício é fundamental para reabastecer as reservas de energia e auxiliar no processo de recuperação. Portanto, adequar as fontes alimentares de carboidratos de qualidade, como cereais integrais, tubérculos e legumes, deve ser prioridade antes e após os treinamentos.

Os exercícios de força realizados por lutadores estimulam a renovação celular. Uma oferta adequada de proteínas na dieta faz com que esse atleta apresente uma manutenção saudável de massa muscular, tendo em vista que após exercícios de resistência, as taxas de síntese proteica se elevam e o consumo de aminoácidos para a construção muscular se potencializa. 

A creatina, por exemplo, é considerada um composto de aminoácidos que, para praticantes de luta, pode ser eficiente em diferentes benefícios, como melhora do desempenho, aumento da força e contribuição para ganho de massa livre de gordura.

O treino exaustivo comum no jiu-jitsu desencadeia um desequilíbrio corporal, aumentando o estresse oxidativo e processos inflamatórios significativos. Portanto, a suplementação de vitaminas antioxidantes (por exemplo, vitamina C e E) e de ômega-3 parece ser vantajosa na prática esportiva do lutador, uma vez que esses nutrientes favorecem as ações anti-inflamatórias.

Tendo em vista que a nutrição eficiente obtida pela alimentação e suplementação com produtos formulados com matérias-primas de qualidade é essencial no cotidiano de atletas de Jiu-Jitsu, acompanhe a biografia do lutador Alexandre Amparo e como é sua rotina esportiva, no blog. 

Referências

BRASIL. Quantas pessoas praticam Jiu-Jitsu e esportes de luta no Brasil? Pesquisa dá estimativa. Disponível em: < https://www.graciemag.com/2019/04/15/quantas-pessoas-praticam-jiu-jitsu-e-esportes-de-luta-no-brasil-pesquisa-da-estimativa/>. Acesso em: 20 mai. 2019.

CABANAS, F. Aplicações práticas nutricionais para atletas praticantes de esportes de lutas. Revista Brasileira de Nutrição Funcional - ano 13, n. 56, 2013.

CARMO, M. et al. Intervenção Nutricional em Atletas de Jiu-Jitsu. R. Bras. Ci. e Mov., v. 22, n. 1, p. 97-110, 2014.