Priorizando a saúde materna: entenda a importância das vitaminas nas fases da maternidade FDC Vitaminas

Priorizando a saúde materna: entenda a importância das vitaminas nas fases da maternidade

A maternidade é uma fase única e especial na vida de uma mulher, mas requer cuidados específicos para garantir a saúde e o bem-estar da mãe e do bebê.

Entre os cuidados importantes, está a ingestão adequada de vitaminas, que desempenham um papel crucial no desenvolvimento do bebê e na saúde da mãe.

Uma dieta saudável é a melhor maneira de obter as vitaminas e os minerais que o seu corpo necessita, mas mesmo que você esteja se alimentando de forma saudável, pode ter uma redução nos níveis de alguns nutrientes essenciais — é aí que entra os suplementos.

Quer entender mais sobre o assunto? Continue a leitura e confira!

Neste artigo, vamos explorar a importância das vitaminas nas diferentes fases da maternidade e como garantir sua ingestão adequada.

vitaminas na gravidez

Durante a gravidez, é fundamental que a mãe se alimente bem e consuma as vitaminas adequadas para garantir o desenvolvimento adequado do feto.

Entre as vitaminas mais importantes, destacam-se:

Vitamina D: Essencial para o desenvolvimento dos ossos do bebê.

Vitamina C: Ajuda a construir o sistema imunológico do feto.

Vitamina B6: Importante para o desenvolvimento do cérebro e do sistema nervoso do feto.

Vitamina A: Ajuda no desenvolvimento dos olhos, ossos e pele.
Ácido fólico: É essencial para prevenir defeitos congênitos no cérebro e na medula espinhal do bebê.

Qual é a lista de nutrientes recomendados durante o período pós-natal?

Após o parto, a amamentação é uma das melhores maneiras de garantir que o bebê receba os nutrientes necessários para um crescimento e desenvolvimento adequado.

No entanto, é importante que a mãe consuma vitaminas adequadas para garantir que ela própria não fique carente de nutrientes importantes.

A maioria dos suplementos pré-natais contém cerca de 20 nutrientes essenciais para as necessidades nutricionais das mulheres grávidas e lactantes.

No entanto, é possível que alguns produtos não recebam nutrientes importantes.

Abaixo estão os nutrientes mais frequentemente suplementados durante a gravidez e na amamentação, mas é sempre importante consultar o médico para saber quais vitaminas pré-natais são mais recomendadas para cada caso individual.

Ômega-3: O ômega-3 é um anti-inflamatório natural poderoso que fortalece a imunidade e é estimulante para o cérebro devido aos alimentos gordurosos que compõem a massa cinzenta. Também apoia a saúde do sistema nervoso do bebê. Além de ser encontrado em peixes de água fria, oleaginosas, chia, linhaça e azeite de oliva extra virgem, o ômega-3 pode ser suplementado. [1]

Cálcio: O cálcio é essencial para o desenvolvimento dos ossos do bebê. Também é importante manter os níveis deste mineral elevados, e para isso e para isso, é possível contar com a ajuda de suplementos, pois a capacidade de absorver o cálcio diminui com a idade.

Vitamina D: A vitamina D pode ser produzida pelo corpo por meio da exposição aos raios solares, mas também pode ser produzida por meio do consumo de alimentos como ovos e peixes. Bons níveis dessa durante a gravidez podem ajudar a evitar o baixo peso ao nascer e o parto prematuro.

Vitamina A: É recompensada para a visão, o sistema imunológico e o desenvolvimento fetal saudável, e pode ser encontrada em frutas e vegetais alaranjados, como cenoura, abóbora e manga. A suplementação só é recomendada para grávidas com deficiência desse nutriente.

Vitaminas do complexo B: Podem aliviar náuseas e vômitos na gravidez, mas a suplementação não melhora os resultados maternos e perinatais, sendo indicadas somente em caso de deficiência diagnosticada pelo médico.

Vitaminas C e E: São antioxidantes que combatem os radicais livres, estimulando o estresse oxidativo das células, mas não há comprovação sobre os benefícios da suplementação. É interessante consumir alimentos ricos nessas vitaminas, como frutas cítricas, óleos vegetais e oleaginosas. [2]

Em resumo, a maternidade é uma fase da vida em que a saúde e o bem-estar da mãe e do bebê são essenciais. A ingestão adequada de vitaminas pode ajudar a garantir que as mães estejam saudáveis ​​e bem preparadas para cuidar de seus filhos. As mulheres grávidas devem falar com seus médicos sobre suplementos de vitaminas e ácido fólico recomendados, e as mulheres que amamentam devem continuar a consumir uma dieta equilibrada e adequada em nutrientes. Com atenção adequada à saúde materna, pois as mães podem desfrutar de uma gravidez saudável e uma maternidade feliz.





Tá precisando de vitaminas ou ômega 3? Vem ver as opções da FDC

 

Referências: [1] National Institutes of Health. Ácidos gordurosos de omega-3. (Acessado em 15 de maio de 2023, de https://ods.od.nih.gov/factsheets/Omega3FattyAc



Deixe um comentário